Redação High Design Expo

High Design recebe simpósio sobre arquitetura corporativa

Durante três dias, mais de 30 talks farão parte da programação da Office Connection, espaço da feira focado em mobiliário corporativo.

De 21 a 23 de agosto, os visitantes da High Design poderão participar do 1º Simpósio LATAM-CoreNet Global, evento que promoverá mais de 30 talks com grandes nomes do mercado brasileiro e latino-americano. A iniciativa é resultado de uma parceria entre High Design, Office Connection e CoreNet Global – associação que representa os profissionais do mercado imobiliário corporativo no Brasil.

A agenda de temas já está sendo preparada e, em breve, será divulgada pelas curadoras Moema Wertheimer e Gabriella Marques, profissionais que irão conduzir a série de debates que envolvem o dia a dia da Arquitetura, Real Estate e Facilities.

Ao todo, a Office Connection conta com uma área exclusiva de 900m² dentro da High Design Expo e conecta grandes marcas que fornecem produtos e soluções destinadas ao setor corporativo aos especificadores do segmento. O creenciamento está aberto e é gratuito! Clique aqui e faça seu cadastro.

Brasileiros em Milão: o que nossos designers apresentaram para o mundo?

210.000 metros quadrados de área de exposição, cerca de 2.400 expositores, 6 dias de feira, mais de 386 mil visitantes de 181 países, 5.000 jornalistas nacionais e internacionais, 1.348 eventos, 950 endereços, 1.876 marcas e 1.285 designers. Os números do Salone del Mobile.Milano e do Fuori Salone impressionam. Juntos, a feira e o festival que formam a Semana de Design de Milão, são referência mundial para o setor moveleiro.Também são uma ferramenta de grande valor para a indústria e uma vitrine, tanto para marcas já estabelecidas quanto para aquelas que buscam seu espaço.

E o Brasil esteve muito bem representado durante a semana de design milanesa. Indústrias e designers indepedentes marcaram presença no iSaloni e nas mostras e exposições do Fuori Salone. Fizemos uma lista de algumas indústrias que desembarcaram em Milão para apresentar suas criações para o mundo. Confira!

estudiobola

Foto: Divulgação estudiobola

Os arquitetos Flavio Borsato e Mauricio Lamosa levaram parte da produção das peças do estudiobola para a Itália. E para marcar o início deste processo de internacionalização, nada melhor estar presente maior semana de design do mundo. Por isso, Milão foi escolhida para ser palco de dois lançamentos: as cadeiras Tata e Gilda. As peças foram expostas no Museo della Permanente no circuito Fuori Salone durante a Semana de Design de Milão.

Sollos

Foto: reprodução @sollos.ind.br

O Palazzo Litta foi escolhido pela SOLLOS para abrigar a exposição GOOD NEWS FROM BRAZIL, que pelo 5º ano consecutivo mostra um recorte da coleção internacional desenhada por Jader Almeida. Foram apresentados produtos icônicos que celebram os 15 anos da parceira entre a marca e o designer.

F.WAY

Foto: divulgação

Já no Museo della Permanente, a exposição Brazil: Essentially Diverse tomou conta de uma área dedicada ao design brasileiro. A F.WAY se apresentou com a poltrona Ayra, lançamento da marca alçado em 2018 com design assinado por Christoph Jenni além da poltrona Betty e das mesas de apoio Baba.

Maqmóveis

Foto: Luciana Sobral

A linha de mobiliário escolar Jataí foi uma das peças apresentadas na High Design Expo 2018. Com design de Luciana Sobral e José Machado para a Maqmóveis, a coleção também foi selecionada para a mostra
Brazil: Essentially Diverse.

Casa Tendenza

Foto: Divulgação

Numa viagem pelo interior de Minas Gerais, a Casa Tendenza Galleria resgatou a expressão da arte popular brasileira através das mãos e olhares de artesãos, ceramistas e artistas da região. No roteiro do projeto Arte Brasil-Um Olhar, Minas Gerais conheceram Vicentina Julião, uma escultora que vive com os filhos na cidade de Prados. Inspirados em suas peças produzidas em cedro fizeram uma bela coleção e dois quadros foram selecionados para representar a marca em Milão.

Holaria

Foto: reprodução @holaria_

Ainda no Museo della Permanente, a Holaria também marcou presença na mostra Brazil: Essentially Diverse com os vasos Demarcações e outras peças de coleçoes lançadas na High Design 2018.

Essas são só algumas das marcas brasileiras que levaram suas criações para Milão. Mas também encontramos por lá, duas outras marcas internacionais com indústria no Brasil, a Vescom e a Lechler. Ambas já estão confirmadas para a High Design 2019.

Vescom

Foto: reprodução @vescom_bv

A Vescom apresentou novos padrões de revestimento e tecidos para mobiliário em seu showroom em Milão. No cenário, foram incluídos elementos do local de produção dos produtos da marca. Em breve as novidades chegam ao Brasil e você poderá conferir de perto na High Design.

Lechler

Foto: reprodução @lechlercolordesign

A Lechler Color Design apresentou a coleção The Way of Nature com quatro linhas inspiradas nas cores das diferentes paisagens naturais e estações do ano. Outra novidade foi a coleção Color Trainer Interni Edition 2, desenvolvida em colaboração com Francesca Valan, a maior autoridade em linguagem de cores da Itália. As novas cores e acabamentos enriquecerão a gama de soluções para paredes e superfícies da casa.

Em breve, estes lançamentos chegarão ao Brasil e você poderá ver de perto na High Design Expo 2019. A feira acontece de 21 a 23 de agosto no São Paulo Expo e o credenciamento já está aberto. Acesse highdesignexpo.com e faça seu cadastro.

Como deixar a casa fluida e funcional para a terceira idade?

Dicas de decoração e produtos para criar lares seguros e confortáveis para idosos.

Já falamos por aqui, sobre as casas de cada geração. Agora, vamos falar sobre as casas de um público específico: pessoas com mais de 60 anos. Porque os maduros? Porque apesar de cada pessoa ter seu estilo, quando a idade chega, alguns aspectos do cotidiano acabam sendo muito parecidos para todos. Fluidez, segurança, apoio e funcionalidade são palavras de ordem na hora de pensar os espaços onde os idosos vão viver. É preciso um olhar cuidadoso, pensar a longo prazo e estar atento a muitos detalhes.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para criar uma casa mais acessível. Confira abaixo:

O ambiente

Menos é mais na hora de pensar os espaços; a casa precisa ganhar mais acessibilidade e fluidez na circulação. Os ambientes devem ser bastante iluminados. Durante o dia, amplas janelas permitem maior entrada de luz natural. Para contribuir com a luminosidade, dê preferência ao uso da cor branca ou tons mais claros nas paredes e no teto. As cortinas devem permitir a entrada de luz e ainda garantir a privacidade.

A linha Corsica da Vescom apresenta um tecido semi-transparente com aparência de linho.

As portas devem ser generosas e ter medida maior que 0,90cm. Os móveis devem ser firmes, pois eles acabam sendo usados como apoio nos movimentos do dia-a-dia.

No catálogo da Pormade é possível encontrar portas com 90, 92 e 100cm de largura.

Tapetes e carpetes devem ser evitados ou devem ser fixados. Os tecidos das cortinas, almofadas, revestimentos de sofás e poltronas devem transmitir aconchego, com a idade a sensibildade ao toque aumenta. Para diferenciar pisos e paredes, deve-se optar pelo uso de cores ou revestimentos com contraste suficiente.

O Mini Totem Automático da Linha Pratik da QTMOV pode ser instalado em bancadas da cozinha, móveis e até mesmo em estofados. Para acioná-lo basta um clique e as tomadas subirão prontamente.

Evite fios espalhados pelo chão e certifique-se que o acesso às tomadas e interruptores seja facilitado, tanto na altura quanto na sua visibilidade durante à noite.

Espaços de circulação

As circulações devem  ser amplas e desimpedidas para evitar tropeços e também para o eventual uso de cadeira de rodas e passagem de duas pessoas lado a lado.

Arandelas de Jequitibá da Nova Home no projeto de Shirlei Proença. Foto: reprodução Instagram @ShirleiProenca

Nos corredores, arandelas na parede ou iluminação no piso contribuem para maior luminosidade. Em espaços de circulação maiores, alguns móveis podem ser incluídos para sentar ou serem usados como apoio.

A sala

Os móveis devem ser menores e fáceis de mover – eles precisam ser práticos para serem rearranjados na hora de acomodar as visitas dos filhos e netos.

A cadeira Savana é leve, seus braços auxiliam o sentar e levantar e a corda náutica proporciona conforto. A peça tem design de Fernando Zanardi para Marê Mobília.

A ergonomia é fundamental. Sofás, poltronas e cadeiras devem facilitar o sentar e levantar. Almofadas deixam de ser complemento e se transformam em grandes aliadas na hora de acertar a postura.

O sofá Biron do estudiobola possui uma boa relação entre altura, assento com firmeza média, e revestimento em tecido que sugere acolhimento.
Algumas estampas do catálogo da Tamtum. Além de uma grande variedade de tecidos, a marca também oferece almofadas prontas.

Dê preferência a móveis com bordas arredondadas para evitar batidas (com a idade a pele fica bastante sensível).

O quarto

O criado mudo deve ter a mesma altura da cama, isso também evita batidas desnecessárias. Trocar o abajur por arandelas na parede contribui para deixar o criado-mudo livre e tira os fios do chão. Almofadas na cama ajudam na ergonomia; os tecidos também devem ser suaves e ter texturas aconchegantes.

Bordas arredondadas na cômoda e criado-mudo Thae, design assinado por Luan Del Savio para a San German.
A Finotoc possui uma ampla linha de portas e puxadores que aliam design, funcionalidade, alto padrão de qualidade e acabamento.

Fique atento às corrediças e puxadores de armários e gavetas, eles devem facilitar a abertura e fechamento dos móveis, nada de gavetas travando ou portas pesadas. Portas de correr nos armários costumam ser mais confortáveis.

Cozinhas e banheiros

O ideal é que cozinha e banheiro tenham uma área para circulação desempedida. Dê preferência a pisos antederrapantes. Nesses espaços, o mobiliário também merece atenção: devem ser leves e suas corrediças e puxadores devem oferecer maior facilidade de uso.


Misturador eletrônico da Linha Smart da Bracci Metais. Com apenas um toque no visor é possível controlar temperatura e fluxo da água e ainda misturar água quente e fria. Essa funcionalidade torna o uso mais prático e contribui para a redução do consumo de água.

Torneiras com sistema de alavanca, sensíveis ao toque ou com sensor são mais fáceis de usar.

Essas são apenas algumas soluções e produtos que podem ser usados na hora de projetar casas seguras e confortáveis para idosos. Você encontra muito mais nos 11 segmentos da High Design Expo. A feira acontece de 21 a 23 de agosto e o credenciamento está aberto! Clique aqui e faça seu cadastro, é gratuito!

Bônus

Em nossa pesquisa, encontramos dados relevantes que podem ser bastante úteis para nosso segmento, orientando indústrias, designers, especificadores e projetistas na criação de  produtos, projetos e serviços. Compartilhamos com vocês abaixo:

_ de acordo com dados do Ministério da Saúde, 70% dos acidentes envolvendo pessoas acima de 60 anos acontecem dentro de suas próprias residências.

_ é possível reduzir cerca de 40% dos acidentes domésticos com casas pensadas no conforto e bem-estar dos idosos, segundo estudo de profissionais da USP (Universidade de São Paulo).

_ pessoas com mais de 60 anos representam mais de 15% da população do Brasil (estamos falando de 30,2 milhões de pessoas que são responsáveis por 20% do consumo no país).

_ dados do IBGE apontam que entre 2010 e 2050 a população brasileira com 60 anos ou mais vai triplicar, e em 2030 irá ultrapassar o número de crianças com idade de 0 a 14 anos.

_ 85% da população com mais de 60 anos têm vida ativa, controlam as próprias finanças e tomam decisões na hora da compra.

A desconstrução dos clichês em torno do design


Com a capacidade de ser concomitantemente comunicação e experiência, o design fala com pessoas, pois sem elas ele deixa de existir. Explorando a estética, o design não se limita somente a interpretar o belo, mas também prestar um serviço, designando funções e utilidades. Esta é uma das visões sobre o design que foram apresentadas na 11ª edição do CONAD – Congresso Internacional de Design de Interiores.

O congresso, que teve como tema Design Além da Forma, aconteceu em agosto do ano passado, simultaneamente à HIGH DESIGN – Home & Office Expo. Os vídeos de algumas das palestras do CONAD 2018 acabam de ser divulgados. Assista!

 Design na Raiz

Pela primeira vez juntos no mesmo espaço, Carlos Augusto Lira junto a seus dois filhos, Joana Lira e Pedro Lira discorrem sobre o Design na Raiz. A origem da veia criativa familiar e suas histórias individuais, os talentos de cada um traduzidos em seus trabalhos e projetos e as necessidades e origem de cada cliente em um descontraído bate papo mediado por Michell Lott.

DESIGN COM HISTÓRIA MAIS LEGAL POR ALLEX COLONTONIO E ANDRÉ RODRIGUES


Na palestra Design com História Mais Legal realizada no CONAD 2018, Allex Colontonio e André Rodrigues, os Decornautas, explicaram o Design Além da Forma buscando mostrar a semântica por trás do conceito de design e explorar sua descontextualização desconstruindo as tendências e mostrando que design não está no preço e nem longe do nosso alcance!

Design de Experiência: Interiores e Cenografia


Gerente de Comunicação Regional da Rede Globo e professor de pós-graduação na ESPM, Alexandre Mutran contextualizou o Design de Experiência e como ele se relaciona com Interiores e Cenografia na maior emissora do país.

O CLIENTE COMO FOCO: DESIGN ALÉM DA FORMA NO ITAÚ POR ALEXANDER GUAZZELLI


Alexander Guazzelli é Superintendente de Design no Itaú, contextualizou a forma como uma expressão da nossa identidade.

Case Havaianas

Os chinelos de sola branca e tiras azuis presente nos mercados norte-americano e europeu fazem da Havaianas um orgulho nacional! Para falar sobre Design de Produto e Comércio Exterior ninguém melhor do que Angela Hirata, a responsável por levar as Havaianas para o mundo que fez um produto brasileiro ser reconhecido mundo afora.

O CONAD 2019 já tem data marcada, com o tema Tecnologia da Emoção, o congresso acontecerá nos dias 21 e 22 de agosto na High Design Expo. O credenciamento para a feira está aberto e pode ser feito aqui. As inscrições para o CONAD podem ser feitas no site conad.abd.org.br.

Marcas de papel de parede para ficar de olho!

Ao todo, a High Design Expo possui 11 segmentos. Entre eles, o Surface Design apresenta produtos têxteis, mármores, tintas, papéis de parede, persianas, carpetes, revestimentos murais, aço e alumínio para fachadas.

Entre os expositores do segmento que renovaram participação para 2019 e os estreantes, selecionamos 4 marcas que vale a pena ficar de olho. Os produtos apresentados inovam, chamam atenção pela qualidade e diversidade de modelos e usos. Confira a lista abaixo:

Pormade

Paisagens desconstruídas, temas da fauna e flora e formas geométricas estampam os papéis de parede, portas e biombos da Pormade. A marca convidou o designer e arquiteto Léo Shehtman para assinar uma coleção de papel de parede que conta com 40 modelos. Algumas estampas do papel são coordenadas as portas e biombos da marca e quando quando reunidos no ambiente, trazem uma sensação visual de continuidade.

O material dos papéis é de origem importada, sendo fabricado na Holanda. Já a impressão das estampas é realizada no Brasil por meio de uma tecnologia de impressão HD exclusiva.

Alguns modelos de papel de parede assinados por Léo Shehtman | Imagens: Pormade

Housed Wallpapers

A marca importa matéria prima da Holanda e produz, na cidade de Gramado (RS), papéis de parede para alta decoração. Resistência a arranhões e desbotamento, ausência de odor, e propriedades anti-fungos, bactérias e algas são algumas características dos produtos da Housed Wallpapers.

Vescom

Com produção sustentável e forte apelo de design, os produtos da marca holandesa apresentam uma grande variedade de técnicas e tonalidades que se adequam muito bem em projetos de hospitalidade, cuidados de saúde, escritórios e educação.

A Vescom possui revestimentos têxteis e vinílicos.

As coleções somam 159 padrões numa paleta de mais de 2000 cores, juntamente com uma grande variedade de opções de personalização com a utilização de digital printed wallcovering para atender a projetos sob medida.

Select Paper

A importadora reúne uma seleção de papéis de parede de alta qualidade e design dos principais fabricantes da Europa e Estados Unidos. Em seu catálofo é possível encontrar os mais recentes lançamentos e linhas assinadas por designers e arquitetos internacionais.

Muse Wallpapers

Uma criteriosa seleção de modelos de papéis de parede vindos do quatro cantos do mundo com foco em design e qualidade. Essa é a proposta da importadora que nasceu da união de arquitetos e designers apaixonados por arte e decoração.

Estas e outras marcas já estão confirmadas para a High Design Expo 2019 que acontece de 21 a 23 de agosto de 2019. O acesso é gratuito e exclusivo para profissionais do segmento. Faça seu credenciamento.

Quer saber todas as novidades da feira? Siga-nos no Instagram e assine nosso boletim de notícias.

Conheça as curadoras da área de talks da Office Connection 2019

Criar uma conexão direta entre indústrias, especificadores e clientes finais. Esta é a proposta da Office Connection, uma das área da High Design Expo. O espaço reúne expositores do setor de mobiliário e segmentos complementares e essenciais do mercado corporativo como iluminação, piso, divisórias, forros, ar condicionado, entre outros.

Assim como os demais segmentos da feira, a Office Connection também possui uma área de talks. Repetindo o sucesso do ano passado, Moema Wertheimer e Gabriella Marques serão as responsáveis pelo conteúdo. Na programação, que terá duração de 3 dias, pode se esperar talks com temas voltados ao universo de arquitetura corporativa, real estatefacilities.

Moema Wertheimer e Gabriella Marques | Foto: Divulgação Office Connection

O acesso à High Design Expo é gratuito e exclusivo para profissionais do segmento. O credenciamento está aberto, clique aqui e cadastre-se!

Assine nossa newsletter e receba informações e a agenda de talks da Office Connection antes de todo mundo.


SOBRE MOEMA WERTHEIMER, CURADORA DE ARQUITETURA

Formada na FAUUSP, Moema Wertheimer iniciou suas atividades profissionais em 1985, após ter trabalhado nos escritórios suíços Nüesch Development e Van Merkesteyn & Partner em St. Gallen e Zürich, respectivamente. Em 1991 fundou seu escritório Moema Wertheimer Arquitetura, onde tem atuado como Diretora de Criação na execução de projetos de arquitetura, design de interiores e retrofits para os segmentos corporativo, comercial, saúde, hotelaria e educação.

Em sua trajetória, o escritório, que acredita na arquitetura como uma ferramenta de transformação para o aprimoramento do comportamento humano, tem executado projetos em diversos países da América do Sul, USA e Turquia, na sua maioria para empresas multinacionais ou nacionais com foco em change management e workplace strategy, melhoria de processos, comunicação e sinergia de pessoas através do uso adequado do espaço.

SOBRE GABRIELLA MARQUES, CURADORA DA ÁREA DE REAL ESTATE & FACILITIES

Gabriella Marques é Vice-Presidente na Corenet Global Chapter Brasil, diretora de Ações Sociais do grupo Mulheres de Facilities, membro do RICS e lidera o grupo Conexão Berrini. É Country Head na Tishman Speyer, liderando as iniciativas comerciais de empreendimentos em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

Já mediou e ministrou palestras e treinamentos abordando temas diversos dentro do mundo de Facilities, Mercado Imobiliário, Workplace Strategy e Strategic Sourcing. Atuou em transações em mais de 20 países e em empresas como Zurich, P&G, Jones Lang LaSalle, Cushman & Wakefield e Hyundai Motors.

Gabriella é pós-graduada em Gestão de Segurança Privada e possui Mestrado Executivo em Entrepreneurship & Innovation pela Babson College.

Como são as casas de cada geração?

Relatórios de tendências são resultados de monitoramento de informações de áreas distintas como economia, política, sociologia, ciência e tecnologia. A análise, interpretação e cruzamento de dados levam à formulação de prognósticos, o que resulta nessas tendências.

Interpretar e prever aspirações dos consumidores e as qualidades do mercado comercial num futuro determinado deve ser uma prática constante dentro da estratégia das empresas. Pensando nisso, o post de hoje, traz informações sobre as casas do futuro segundo a WGSN. Os dados podem ser relevantes para os departamentos de marketing e de desenvolvimento de produto e serviços da sua marca. Confira abaixo!

Os principais movimentos, as novas tecnologias e os acontecimentos globais afetam os ambientes das casas e, ainda, definem a dinâmica dos lares e as formas do morar de cada geração. Sem bola de cristal, a WGSN LATAM – líder mundial em previsão de tendências – apresenta como as diferentes gerações se comportam atualmente e quais são seus desejos quanto à moradia.

Como cada geração vive?

BABY BOOMERS: 1946 – 1964 (54 – 72 anos)

Com maior expectativa de vida e baixas taxas de natalidade, as necessidades e padrões de vida desta geração estão mudando rapidamente.

  • Foi a primeira geração que cresceu em frente à TV. É a geração do rock’n roll;
  • O envelhecimento é a segunda maior influência na indústria da construção civil, uma vez que a casa precisa acomodar diversos aspectos que acompanham a velhice;
  • Os móveis são menores e fáceis de mover – eles precisam ser práticos para serem rearranjados para acomodar as visitas de filhos e netos;
  • Por conta da saída dos filhos, alguns Boomers optam por se mudar, uma vez que para eles não justifica mais permanecer em uma estrutura tão grande e procuram por casas/apartamentos menores que atendam suas necessidades.
  • De acordo com as Nações Unidas a porcentagem de pessoas 60+ na população global vai saltar de 16,5% em 2030 para 21,5% em 2050.

GERAÇÃO X: 1965 – 1978 (40 – 53 anos)

A geração X gasta 3 vezes mais com a casa do que os baby boomers. Essa é a primeira geração a realmente se importar e olhar a casa como forma de se expressar.**

  • Pais da geração Z, passaram por rupturas significativas – da influência hippie ao golpe militar no Brasil. Valorizam segurança e estabilidade;
  • 47% de adultos de 40 a 50 anos nos Estados Unidos possuem pais acima de 65 anos e estão simultaneamente cuidando de crianças ou ainda são responsáveis financeiramente por alguém acima de 18 anos*;
  • As necessidades da Gen-X estão mudando a forma como as casas são projetadas, com menos espaços formais, salas extras e design flexível para crescer com a família;
  • Casas multigeracionais: os membros da Geração X estão começando famílias mais tarde e estão cuidando de pais idosos ao mesmo tempo. Com três gerações cada vez mais morando em suas casas, a Geração X está exigindo um novo tipo de casa de família. 

GERAÇÃO Y : 1979 – 1993 (25 – 39 anos)

  • Popularmente conhecidos como Millennials, se desenvolveram numa época de grandes avanços tecnológicos e prosperidade econômica;
  • Possuem um desejo constante pela busca de novas experiências. São ávidos por mudança, movimento, liberdade, inovação, informalidade – tanto na vida pessoal e profissional, onde são considerados mais flexíveis que seus antecessores;
  • Preferem gastar seu dinheiro com viagens e jantares ao invés de coisas;
  • A paternidade e maternidade está sendo postergada. Os Millennials estão preferindo cachorros e gatos, em vez de filhos. Um dos pontos que levam em consideração quando estão procurando por um apartamento ou casa é uma área que possa acomodar seus pets;
  • Com os preços das casas em ascensão nas principais cidades do mundo, os jovens urbanos passaram a considerar a compra de uma casa como um sonho mais distante. Por isso, são conhecidos como a geração do aluguel, comprar uma casa é quase uma miragem;
  • Gostam de espaços compartilhados: conveniência e comunidade;
  • Uma outra característica dos Millennials são os traços minimalistas, um verdadeiro contraste com os Boomers, nos quais muitos são oposto (acumuladores). Como o morar dos Millennials é volátil, acabam optando por uma estética mais minimalista, optando por peças funcionais ou que possuem um valor sentimental;
  • A opção de trabalhar em casa é primordial para os Millennials. À medida que o home office se torna mais amplamente adotado, os escritórios residenciais tomam forma, não apenas nos quartos designados, mas também nas salas e até nas cozinhas;
  • Assim como os cachorros ou gatos, as plantas se tornam os substitutos de filhos. São fáceis de cuidar, não são caras e fornecem uma sensação de propriedade e propósito;
  • Eles tratam as cozinhas como o núcleo do entretenimento: 28% dos jovens da geração do milênio preferem beber em casa e 56% adoram ser anfitriões de festas e reuniões. Por essa razão, procuram por cozinhas que possam atuar como o núcleo central da casa, particularmente em um plano aberto – desta forma alimentos e bebidas podem ser compartilhados facilmente sem uma sala de jantar formal.

Além dessas gerações apresentadas, mais duas estão entre nós, mas ainda não foram consideradas como influenciadoras do ‘morar’.

GERAÇÃO Z: 1994 – 2009 (10 – 24 anos)

Representam um tsunami populacional, são nativos digitais, mais seletivos com as marcas e mais conscientes.

GERAÇÃO ALPHA: 2010 – 20… (0 – 9 anos)

A caminho de ser um grande grupo de consumo. Até 2025, os Alphas serão 2 bilhões de pessoas.***

“Cada um tem o seu próprio significado de casa, não é só um lugar, é nosso santuário e, por isso, está diretamente ligado a nossa identidade. Ela representa o coração, o núcleo, o alicerce das nossas vidas.”

comenta Daniela Dantas, Diretora regional da WGSN.


Fontes:
* Pew Research
**Marketing for the jilted generation, Inkling)
***McCrindle

52 peças de mobiliário e objetos de design estão entre finalistas de premiação

Idealizador da High Design Expo e do Design Weekend Semana de Design de São Paulo, Lauro Andrade está entre os jurados do Prêmio Casa Vogue Design 2019.

A premiação que reconhece as melhores criações do design nacional está em sua terceira edição. Ao todo, 52 peças, entre móveis e objetos de design autoral com produção feita no Brasil, foram cuidadosamente selecionadas pela equipe da revista.

Os vencedores das 11 categorias serão escolhidos nesta quinta (14/03). Um único vencedor será escolhido por meio de votação popular. Clique aqui, conheça as peças selecionadas e escolha os seus favoritos. A premiação acontecerá no dia 25 de março.

Projetos de design de interiores, paisagismo e arquitetura são premiados

Em comemoração aos seus 30 anos, a Tidelli lança o Prêmio Outdoor Living. Arquitetos, paisagistas e designers de interiores podem inscrever projetos que tenha peças de mobiliário da marca.

Os projetos serão avaliados segundo os seguintes critérios: uso do mobiliário, funcionalidade, criatividade, paleta de cores, harmonia, originalidade, conforto e bem-estar.

Serão premiados os criadores dos melhores projetos de cada cidade brasileira que tenha loja da marca. O prêmio? 4 dias de celebração no Tivolli Eco Resort e divulgação nacional do projeto.

As inscrições podem ser feitas até  30/04/2019. Clique aqui, leia o regulamento e inscreva-se!

Design Weekend Semana de Design de São Paulo já tem data marcada

Já virou tradição. Galerias, lojas, marcas, estúdios e escolas de design, shopping de decoração, centros culturais e até restaurantes reservam o mês de agosto para lançar produtos, apresentar novas coleções e inaugurar mostras durante o Design Weekend Semana de Design de São Paulo!

Ação do SENAC durante o DW! 2018.

O festival, que acontece de 18 a 25 de agosto, reunirá mais de 300 atividades entre exposições, congressos, feiras, oficinas, festas e talks em mais de 120 endereços da capital paulista. São centenas de atividades gratuitas, mas há também atividades pagas e outras que exigem inscrição prévia. Por isso, a gente dá a dica: cadastre-se no site e receba a programação antes de todo mundo.

A High Design Expo faz parte da programação do festival! Acompanhe o DW! no Instagram e fique por dentro das novidades: @designweekendsp.