High Design Expo faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

reabertura-varejo-design-interiores.jpg

O varejo pós-COVID-19

Como o design de interiores e arquitetura estão pensando o futuro do varejo pós-pandemia?

O varejo não será o mesmo em um mundo pós-COVID-19. O comportamento do consumidor também. Memos que possamos aprender com as experiências dos país que já estão saindo do isolamento, ainda restam muitas dúvidas. Entrevistamos Pedro Caribé, arquiteto e diretor do Retail Design Institute para saber como o design de interiores e arquitetura estão pensando o futuro pós-pandemia.

reabertura-varejo-exemplo.jpg
As lojas da Lush em algumas cidades da Europa reabriram seguindo as diretrizes do governo local: observar regras de distanciamenrto social; não oferecer demosntrações de produtos; sistema de filas seguro para entrada de clientes; redução de pessoal, rotinas de limpeza contínuas; indicar a lavagem das mãos aos clientes; garantir que nenhum testador de produto seja usado. | Foto e informações via cosmeticsdesign-europe.com.

Como os arquitetos, designers de interiores e lojistas estão redesenhando lojas e reimaginando a experiência de compra até que possam abrir totalmente as portas para as massas? 

Estamos trabalhando com cenários para três fases. Que são acumulativas, progressivas. A primeira, a reabertura que está próxima, para quem está com a loja fechada e precisa abrir com zero investimento. Nesta fase a nossa recomendação é repensar a distribuição do layout do mobiliário existente, aumentando o distanciamento entre móveis e forçando o consumidor a um percurso contínuo, evitando idas e vindas. Como um circuito fechado. E focar em uma curadoria impecável, expondo apenas ítens que façam sentido, deixando o restante em estoque e permitindo a compra destes via solicitação, seja ao vendedor, seja por WhatsApp, e-commerce ou qualquer tipo de catálogo.

A segunda fase é o primeiro período de funcionamento pós isolamento, no qual teremos que ter a sinalização de higiene e distanciamento, bem como um cuidado ativo na higienização do produto, superfícies e de EPI e procedimentos para os colaboradores.

A terceira fase é o novo normal. É o varejo daqui para a frente. Esta fase inclui o uso de tecnologias ativas e passivas de higiene, como lâmpada UV, superfícies ultracompactas, Dispenser e borrifador de álcool, sensores de presença e acionamento automático etc.

reabertura-varejo-design.jpeg
Em algumas lojas do Texas, a Apple está exigindo verificação de temperatura antes da entrada na loja e os clientes são convidados a usar protetores faciais. Outras lojas estão atendendo somente com serviço na calçada. Algumas lojas receberam tendas em suas portas para reduzir a exposição ao sol | Foto via dallasnews.com

Parte do motivo pelo qual os clientes optam por visitar as lojas, em vez de fazer compras on-line, é tocar e sentir o produto. Será gasto mais tempo higienizando produtos, bancadas e portas? Como será experimentar roupas, testar assentos?

Será incluído na rotina, sim, a higienização. E com isso haverá um pequeno investimento em equipamentos para realizar isso de forma rápida e eficaz. Nas reformas e lojas novas, as superfícies serão escolhidas também poesias características de impermeabilidade, de hidrorrepelência, resistência a produtos químicos e calor, para facilitar a higiene.

Os espaços serão mais simplificados e eficientes para que os clientes possam escolher rapidamente um item encomendado on-line, devolver um produto ou obter assistência?

Para essas três situações, teremos que ter opções mais ágeis, sem dúvida. Mas lembrando que, o cliente sempre será bem vindo na loja, e lá deve poder ficar o tempo suficiente para renovar o encantamento pela marca. 

Locais que funcionam com portas fechadas instalarão portas automáticas?

Portas automáticas serão cada vez mais utilizadas, sem dúvida, especialmente no acesso ao cliente.

reabertura-varejo-loja.jpg
A American Eagle Outfitters na região de Pittsburgh instalou um “estação de boas-vindas” com máscaras, desinfetante para as mãos e um tapete para limpar os sapatos. Também removeu exposirores para abrie espaço para aumentar a distância entre os clientes. A ideia é oferecer aos clientes uma sensação de normalidade, mas também de segurança | Foto: post-gazette.com

Haverá redução de número de produtos expostos para criar mais espaço de circulação?

É necessário reduzir os itens para aumentar o espaçamento. E isso significa mais curadoria.

O que poderá ser feito para a limitação de tráfego?

Não acredito que o tráfego deva ser limitado. O lojista deve estar sempre pronto a dinamizar o atendimento para não impedir o cliente por falta de capacidade de atendimento.

reabertura-varejo.png
Funcionário realiza rotina de limpeza da Prada | Foto: journalpioneer.com

Como manter funcionários e clientes em segurança?

Uso de EPI, rotina de higiene, protocolo de manipulação, do recebimento até a entrega, seguido com cuidado, enfim, treinamento de equipe e informações claras.

Quer receber notícias como esta em seu e-mail? Clique aqui e cadastre-se para assinar nossa newsletter. 


 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar