High Design Expo faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

lares-seguros-confortaveis-terceira-idade

Como deixar a casa fluida e funcional para a terceira idade?

Dicas de decoração e produtos para criar lares seguros e confortáveis para idosos.

Já falamos por aqui, sobre as casas de cada geração. Agora, vamos falar sobre as casas de um público específico: pessoas com mais de 60 anos. Porque os maduros? Porque apesar de cada pessoa ter seu estilo, quando a idade chega, alguns aspectos do cotidiano acabam sendo muito parecidos para todos. Fluidez, segurança, apoio e funcionalidade são palavras de ordem na hora de pensar os espaços onde os idosos vão viver. É preciso um olhar cuidadoso, pensar a longo prazo e estar atento a muitos detalhes.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para criar uma casa mais acessível. Confira abaixo:

O ambiente

Menos é mais na hora de pensar os espaços; a casa precisa ganhar mais acessibilidade e fluidez na circulação. Os ambientes devem ser bastante iluminados. Durante o dia, amplas janelas permitem maior entrada de luz natural. Para contribuir com a luminosidade, dê preferência ao uso da cor branca ou tons mais claros nas paredes e no teto. As cortinas devem permitir a entrada de luz e ainda garantir a privacidade.

A linha Corsica da Vescom apresenta um tecido semi-transparente com aparência de linho.

As portas devem ser generosas e ter medida maior que 0,90cm. Os móveis devem ser firmes, pois eles acabam sendo usados como apoio nos movimentos do dia-a-dia.

No catálogo da Pormade é possível encontrar portas com 90, 92 e 100cm de largura.

Tapetes e carpetes devem ser evitados ou devem ser fixados. Os tecidos das cortinas, almofadas, revestimentos de sofás e poltronas devem transmitir aconchego, com a idade a sensibildade ao toque aumenta. Para diferenciar pisos e paredes, deve-se optar pelo uso de cores ou revestimentos com contraste suficiente.

O Mini Totem Automático da Linha Pratik da QTMOV pode ser instalado em bancadas da cozinha, móveis e até mesmo em estofados. Para acioná-lo basta um clique e as tomadas subirão prontamente.

Evite fios espalhados pelo chão e certifique-se que o acesso às tomadas e interruptores seja facilitado, tanto na altura quanto na sua visibilidade durante à noite.

Espaços de circulação

As circulações devem  ser amplas e desimpedidas para evitar tropeços e também para o eventual uso de cadeira de rodas e passagem de duas pessoas lado a lado.

Arandelas de Jequitibá da Nova Home no projeto de Shirlei Proença. Foto: reprodução Instagram @ShirleiProenca

Nos corredores, arandelas na parede ou iluminação no piso contribuem para maior luminosidade. Em espaços de circulação maiores, alguns móveis podem ser incluídos para sentar ou serem usados como apoio.

A sala

Os móveis devem ser menores e fáceis de mover – eles precisam ser práticos para serem rearranjados na hora de acomodar as visitas dos filhos e netos.

A cadeira Savana é leve, seus braços auxiliam o sentar e levantar e a corda náutica proporciona conforto. A peça tem design de Fernando Zanardi para Marê Mobília.

A ergonomia é fundamental. Sofás, poltronas e cadeiras devem facilitar o sentar e levantar. Almofadas deixam de ser complemento e se transformam em grandes aliadas na hora de acertar a postura.

O sofá Biron do estudiobola possui uma boa relação entre altura, assento com firmeza média, e revestimento em tecido que sugere acolhimento.

Algumas estampas do catálogo da Tamtum. Além de uma grande variedade de tecidos, a marca também oferece almofadas prontas.

Dê preferência a móveis com bordas arredondadas para evitar batidas (com a idade a pele fica bastante sensível).

O quarto

O criado mudo deve ter a mesma altura da cama, isso também evita batidas desnecessárias. Trocar o abajur por arandelas na parede contribui para deixar o criado-mudo livre e tira os fios do chão. Almofadas na cama ajudam na ergonomia; os tecidos também devem ser suaves e ter texturas aconchegantes.

Bordas arredondadas na cômoda e criado-mudo Thae, design assinado por Luan Del Savio para a San German.

A Finotoc possui uma ampla linha de portas e puxadores que aliam design, funcionalidade, alto padrão de qualidade e acabamento.

Fique atento às corrediças e puxadores de armários e gavetas, eles devem facilitar a abertura e fechamento dos móveis, nada de gavetas travando ou portas pesadas. Portas de correr nos armários costumam ser mais confortáveis.

Cozinhas e banheiros

O ideal é que cozinha e banheiro tenham uma área para circulação desempedida. Dê preferência a pisos antederrapantes. Nesses espaços, o mobiliário também merece atenção: devem ser leves e suas corrediças e puxadores devem oferecer maior facilidade de uso.


Misturador eletrônico da Linha Smart da Bracci Metais. Com apenas um toque no visor é possível controlar temperatura e fluxo da água e ainda misturar água quente e fria. Essa funcionalidade torna o uso mais prático e contribui para a redução do consumo de água.

Torneiras com sistema de alavanca, sensíveis ao toque ou com sensor são mais fáceis de usar.

Essas são apenas algumas soluções e produtos que podem ser usados na hora de projetar casas seguras e confortáveis para idosos. Você encontra muito mais nos 11 segmentos da High Design Expo. A feira acontece de 21 a 23 de agosto e o credenciamento está aberto! Clique aqui e faça seu cadastro, é gratuito!

Bônus

Em nossa pesquisa, encontramos dados relevantes que podem ser bastante úteis para nosso segmento, orientando indústrias, designers, especificadores e projetistas na criação de  produtos, projetos e serviços. Compartilhamos com vocês abaixo:

_ de acordo com dados do Ministério da Saúde, 70% dos acidentes envolvendo pessoas acima de 60 anos acontecem dentro de suas próprias residências.

_ é possível reduzir cerca de 40% dos acidentes domésticos com casas pensadas no conforto e bem-estar dos idosos, segundo estudo de profissionais da USP (Universidade de São Paulo).

_ pessoas com mais de 60 anos representam mais de 15% da população do Brasil (estamos falando de 30,2 milhões de pessoas que são responsáveis por 20% do consumo no país).

_ dados do IBGE apontam que entre 2010 e 2050 a população brasileira com 60 anos ou mais vai triplicar, e em 2030 irá ultrapassar o número de crianças com idade de 0 a 14 anos.

_ 85% da população com mais de 60 anos têm vida ativa, controlam as próprias finanças e tomam decisões na hora da compra.

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar