High Design Expo faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

design-biofilico-arquitetura-design-de-interiores-06.jpg

Design biofílico: O que é? Porque importa? Como aplicar?

Uma abordagem estratégica para levar a natureza para os ambientes construídos.

Quantas vezes você buscou a tranquilidade da natureza para relaxar? Como você se sente caminhando nas montanhas ou à beira-mar? O cheiro de terra molhada, da vegetação exuberante, a força das águas te deixa mais à vontade? Quantas vezes você precisou de ar fresco para mudar seu humor?

Ao longo de toda evolução humana a natureza sempre esteve ao nosso redor. Tecnicamente, ainda está, embora muita coisa tenha mudado.

Alguns fatos:

. Atualmente, 54% da população mundial vive em ambiente urbano.
. Em 2050, estima-se que a porcentagem aumentará para 66% - dois terços da população mundial.
. Geralmente, passamos 90% do nosso tempo em ambientes construídos, distante dos elementos naturais. 
. A Organização Mundial da Saúde estima que doenças relacionadas ao estresse, como distúrbios de saúde mental e doenças cardiovasculares, sejam os dois maiores contribuintes para doenças nos dias atuais.

design-biofilico-arquitetura-design-de-interiores-01.jpg
Design biofílico aplicado na sede da IT'S Informov | Imagem: Divulgação

Com uma conexão reduzida à natureza, a crescente pressão no espaço urbano e a onipresente presença tecnológica temos menos oportunidade de recuperar nossa energia mental e física. Mas como podemos trabalhar para reverter essa tendência e melhorar o bem-estar geral de nossas comunidades? Um conceito bastante utilizado nos dias atuais é o design biofílico, uma abordagem estratégica para levar a natureza para os ambientes construídos.

Pesquisas apontam que a incorporação de elementos diretos ou indiretos da natureza no ambiente construído contribuem para redução do estresse, dos níveis de pressão arterial e das frequências cardíacas, enquanto aumenta a produtividade, a criatividade e as taxas de bem-estar.

Empresas na vanguarda como Apple, Google e Amazon, investem em elementos de design biofílico. Esses princípios demonstram melhorar a concentração, o engajamento e a capacidade cognitiva dos trabalhadores, mas também para atrair e reter funcionários na “guerra pelo talento”.

Para falar sobre o assunto, entrevistamos Marcelo Breda, CEO da IT’S Informov, escritório de arquitetura, engenharia e design, pioneiro no sistema "turnkey" (chave na mão). A empresa aplicou o conceito em um dos andares da própria sede.

Como a arquitetura pode incorporar o conceito de design biofílico?

A arquitetura busca utilizar ferramentas para reconectar as pessoas com o ambiente natural e fomentar o respeito e a ligação com a natureza no dia a dia. Isso passa pela inserção de muitas plantas no ambiente, na escolha de materiais, no aproveitamento da luz natural, na preocupação com a construção de ambientes sustentáveis e muito mais.

design-biofilico-arquitetura-design-de-interiores-04.jpg
Design biofílico aplicado na sede da IT'S Informov | Imagem: Divulgação

E no design de interiores de escritórios? Não basta colocar um cantinho com muitos vasos, certo?

Correto. O conceito de Biofilia engloba muitos outros aspectos, como a humanização dos espaços. Ela se aplica não somente na utilização de plantas, mas na escolha de materiais naturais, como madeira e pedras, na utilização da luz natural, cuidados com a ventilação, vistas para a natureza quando possível, uso de cores calmantes, paredes e telhados verdes, paredes vivas, áreas de descanso, etc.

É importante observar que a Biofilia faz parte do conceito de neuroarquitetura, que se preocupa com a criação de ambientes que sejam não apenas agradáveis, mas ajudem as pessoas a se sentirem mais alegres, produtivas, criativas e menos estressadas. Sem dúvida, a inserção da natureza nos ambientes faz parte disso. 

Aplicamos o conceito em nossa própria sede, em um dos andares, onde estão departamentos como o Financeiro e o RH. O local tem estações completas de trabalho, área de convivência e salas de reunião. Inclui não apenas o verde, mas também paisagismo natural, espécies secas, elementos alusivos à natureza, projeto luminotécnico diferenciado, música ambiente, texturas variadas e aroma suave por conta da utilização da madeira.

Como se aplica em projetos residenciais?

Utilizando os mesmos conceitos aplicados nos escritórios, mas tendo em mente que a função dos ambientes residenciais é diferente. Assim, procura-se não apenas inserir plantas, materiais naturais, contato com a natureza, mas fazer a utilização das ideias pensando em facilitar o relaxamento e o descanso nos dormitórios, tornar a sala um local agradável para reunir a família, etc.

design-biofilico-arquitetura-design-de-interiores-07.jpg
Design biofílico aplicado na sede da IT'S Informov | Imagem: Divulgação

Quais são os pontos mais importantes do design biofílico?

A Biofilia é a junção dos termos em grego bios, que significa vida e “philia”, que significa amor. Assim, a palavra significa “amor pela vida”. Para um ambiente ser verdadeiramente Biofílico, é preciso considerar que o espaço não deve ser apenas cheio de plantas, mas conectado ao natural. Isso inclui a preocupação em usar materiais sustentáveis, consumir menos energia, fazer um paisagismo bem pensado, utilizar madeira e pedras, cores suaves, muito verde e boa ventilação.

Um mito sobre design biofílico.

O principal mito é sem dúvida que a Biofilia é simplesmente encher o espaço de plantas. Mas não é só isso. Não é uma escolha aleatória. É um paisagismo realizado de forma cuidadosa, escolhendo espécies de plantas adequadas para o local, colocadas estrategicamente em lugares corretos. E, como já falamos, o conceito inclui a escolha dos materiais, das cores, a sustentabilidade, etc.

design-biofilico-arquitetura-design-de-interiores-03.jpg
Design biofílico aplicado na sede da IT'S Informov | Imagem: Divulgação

Quais materiais são recomendados para montagem dos espaços?

Materiais naturais e sustentáveis, sempre que possível ou disponível. Bastante madeira, com cores neutras, pedras naturais, plantas secas e vivas. Existem estudos no Design Biofílico que indicam que também podem ser usados artifícios que remetam o ser humano à presença da natureza, como, por exemplo: imagens/ fotos/ painéis, pisos/revestimentos/carpetes que deem a sensação de presença da natureza. Estes são exemplos de coisas que funcionam na neuroarquitetura.

Ainda restou alguma dúvida sobre o tema? Compartilhe nos comentários =)
 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar